sábado, 25 de maio de 2013

Sinta


Leia esta poesia escutando essa melodia...

Sinta
Sinta o som...
Sinta o som desses instrumentos...

Piano e violino...
Em um apogeu coordenado...
Sinta a música...
Que te leva a sorrir...
A fechar os olhos...
Sinta os acordes te levando de encontro a sentimentos nobres...
Sinta o pulsar do seu coração...
Juntinho a evolução instrumental...
Sinta a amizade que nunca acabou...
Sinta o amor constante em seu peito...
Sinta a beleza e a simplicidade do amanhecer...
As gotas do orvalho tocando em sua pele...
Sinta o sol aquecendo o seu rosto...
Sinta o seu corpo em sintonia imediata...
Abra os braços...
Sinta o som em harmonia com o silencio...
Sinta notas musicais e seus meios tons...
Sinta os sons graves e agudos...
Sinta as notas soltas...
Sinta seu respirar...
Sinta sua alma...
Sinta sua mente...
Sinta seu espírito...
Sinta...
Simplesmente...
Sinta...

Leila Chrystina Bayer

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

ERA UMA VEZ Era uma vez um sonho... Um sonho de manter a alma e o coração em chamas... Um sonho de encontrar uma alma semelhante a minha... Era uma vez um sonho.... Um sonho de encontrar um olhar como o meu... Um olhar capaz de penetrar a retina e invadir a alma... Era uma vez um sonho... Um sonho de encontrar o verdadeiro AMOR... Um AMOR de beleza aprimorada... Singular... Rico... Sem limitações para a felicidade... Um AMOR mágico... Um AMOR que concretizasse histórias encantadas... Um AMOR capaz de romper a barreira da insegurança... Um AMOR que salientasse emoções vibrantes... Um AMOR capaz de mostrar a genialidade dos sentimentos nobres... Era uma vez um sonho... Um sonho de ter um AMOR... Que transcendesse a vida e alcançasse a eternidade... Era uma vez um sonho... Era uma vez o meu sonho. (Leila Chrystina Bayer)

terça-feira, 8 de novembro de 2011

“Sempre vou te amar”



“Sempre vou te amar”

Meus olhos vistos no espelho...
Refletem infinita paixão...
Lembro-me neste momento...
Lençóis violados...
Seu corpo ao meu algemado...
Dançando ritmado...
Meu ventre balançando...
Provocando-te sonhos alados...
Deslumbrada...
Enlouqueço-te...
Vasta sedução...
Loucura...
Insensatez...
Invadem tuas mãos...
Aconselho-te...
Não ser descente...
Revele...
Meus mistérios...
Jamais inaugurados...
No calor do momento...
Lucidez?
Para que?
Tremula...
Peço-lhe aconchego...
Delírios...
Fantasias realizadas...
Fui sua...
Nua...
Ao permanecer da lua...
Volto ao meu olhar refletido no espelho...
Procuro o teu encontrar...
Para lhe falar...


“Sempre vou te amar” Leila Chrystina Bayer

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Tocando em Frente- Almir Sater

videoAlmir Sater Composição: Almir Sater e Renato

Quero saber dos meus Amigos o que acham dessa canção?


Almir Sater
Composição: Almir Sater e Renato Teixeira


Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora

Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Musica e poesia



Musica e poesia...
Unindo-se em emoção...
Deixamos acontecer...
Louca paixão...
Tremi diante daquele diamante...
Seu quilate muito grande...
Um calor embaçador...
Dentro de um negro temor...
Era o que eu mais queria...
Loucura atrevida...
Jamais vivida...
Notas musicais enfurecidas...
Melodias gemidas...
Toques molhados de amor...
Sorrisos...
Olhares...
Sussurros...
Aqueciam momento enaltecedor...
Diante do mar tudo parou...
Pés na areia...
Era o que podia...
Mas não o que eu queria...
Saudade o que ficou

Leila Chrystina Bayer

sexta-feira, 18 de março de 2011

Momento a eternizar



Momento a eternizar


A água abundante e quentinha...
Caindo em meu corpo...
Fez-me relaxar...
Nesta hora comecei a pensar...
Como tela da vida minha mente...
Começou a projetar...
Filme dos momentos felizes...
Filme dos momentos tristes...
Filme sem cor...
Filme colorido...
Filme de momentos mudos...
Filme de momentos falados...
Filme ingênuo...
Filme audacioso...
Tudo começou a desenrolar...
Em certo momento do filme...
Um diretor veio me perguntar...
Há alguma parte do filme de sua vida...
Que você queira eternizar?
A resposta?
Sim...
Desejo eternizar no filme da minha vida...
O momento que encontrei o meu AMOR...
Este é o momento que na tela ira brilhar...
É o momento feito com cor...
Com som...
Com luz...
Com calor...
Sim...
É esse momento que desejo eternizar...
Quando acabei de responder...
Um curto-circuito levou a água esfriar...
Gelou meu corpo...
Gelou meu coração...
Gelou minha alma...
Acordei de um transe...
Que me fez chorar...
Porque o grande amor da minha vida...
Não pude eternizar


Leila Chrystina Bayer

terça-feira, 15 de março de 2011

Selo "EU AMO SEU BLOG" para meus AMIGOS blogueiros

Meus AMIGOS este selo é para vocês que me visitam e gostam do meu blog, desejo de corãção que gostem
Bjks
Chrys
;)



Palavras vivas

Escrevo o que vem de dentro da alma...
Sensibilidade aflora e acalma...
Não sou sábia nem letrada...
Sim, repleta de desejos...
O que escrevo tem por moldura o que sinto...
Os sons ecoam no vento...
Viajo na brisa do tempo...
Histórias de vidas...
Enchem minhas linhas escritas...
Lábios se transformam em flor...
Meus dedos em toques de amor...
Tornam palavras vivas...
Na tela do meu computador...
Eternizadas na linha do tempo...
Muito amor e ardor

Leila Christina Bayer