terça-feira, 28 de julho de 2009

“Nunca deixarei de te amar”




Vejo-te...
Noites vazias...
Desejo inaugura...
Do beijo a quem declaro...
Meus poemas e poesias...
Em forma de fantasia...
Vejo-te...
Olhar inebriante...
Sorriso cintilante...
Traz-me fogo a alma...
Mesmo distante...
Não aceito a afirmação...
De quando a vida nos disse não...
Sinto seu querer falar...
Sua alma comigo esta...
Seu coração quer confessar...
O vazio que nele agoniza...
Rima declamará...
Sempre que a saudade apertar...
Falo-te...
Passará terra, céu e mar...
Sempre irei gritar...
Nunca deixarei de te AMAR




Leila Chrystina Bayer

9 comentários:

  1. Como é lindo o amor!!!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  2. Felizardo ele. Mulher bela e inspirada.beijos

    ResponderExcluir
  3. Minha amiga!!Tb muitas saudades...Aqui está belo, como sempre...Esteja bem! Grande beijo!!

    ResponderExcluir
  4. declaração linda...isso é amor..
    Beijão

    ResponderExcluir
  5. O ultimo sentimento
    Perdeu-se no outro lado do espelho
    Onde dormem as estrelas?
    Talvez sobre a cabeça de um pobre velho

    E a Lua de sorriso trocista
    Soltou raios de deslumbrante luar
    Um amante tece um manto de ternura
    Inunda o espaço uma melodia de embalar


    Boa semana



    Doce beijo

    ResponderExcluir
  6. Chrys, adorei o seu blog. Muito obrigado por sua presença no meu. Seu blog, eu nem vou seguí-lo. Vou perseguí-lo. Muito prazer(também). Carinhoso beijo. Manoel.

    ResponderExcluir
  7. Delicioso poema, delicioso blog! Abços!

    ResponderExcluir
  8. Que maré de coisa boa.
    Está inspirada mesmo.
    Voltando para uma visita depois de férias.

    ResponderExcluir